Autora Maria João. Data da publicação 30 de junho.

A organização da mais recente competição de CrossFit, Test Yourself Invitational, foi o primeiro evento de CrossFit em Portugal neste formato, que permitiu que tanto os atletas convidados como os coaches pudessem saciar a vontade de competir ou de organizar um evento de competição, assim como muitos espectadores, tendo em conta que desde o início do ano que tinha deixado de haver a possibilidade deste tipo de organizações serem realizadas devido às circunstâncias proporcionadas pelo Covid-19.  

O evento decorreu na box CrossFit Leiria, onde foram sempre cumpridas todas as medida  de higiene e segurança impostas pela Direção Geral da Saúde.

A estrutura da competição foi distribuída pelos 2 dias do fim-de-semana, com 3 eventos em cada um.

EVENTO 1

For Time: 

21 thrusters @60/43

9 burpee ring muscle up

15 thrusters @60/43

6 burpee ring muscle up

9 thrusters @60/43

3 burpee ring muscle up

Time Cap 10’

Num evento adaptado do primeiro evento do Rogue Invitational 2020, os atletas tiveram que enfrentar os temidos thrusters intercalados com burpee ring muscle ups. O objectivo deste evento seria testar, essencialmente, a endurance muscular da parte superior dos atletas. 

Do lado dos Heroes, Tiago Luzes colocou o pé no acelerador e conseguiu manter a liderança durante todo o evento. Nas Girls, Patrícia Simões começou mais conservadora mas conseguiu manter um ótimo ritmo ao longo do evento, deixando as restantes atletas para trás.

EVENTO 2

For Time:

3000m row

300 DU

3km run

Uma ligeira adaptação do já conhecido Triple 3, foi um excelente teste à capacidade cardiovascular, resistência e stamina dos atletas, que tiveram direito a dose tripla de sofrimento. Sara Pinto e Tiago Luzes conseguiram sobrepor-se aos restantes atletas e arrecadaram a vitória neste evento.

EVENTO 3

For Time:

7 snatch @90/55

5’ rest

Snatch Lift Off starting @100/60

Garantidamente, o evento mais emocionante de todas as competições, o evento de força. Iniciou com 7 snatchs para tempo, de forma a desempatar um eventual empate do lift off. Após os 5 minutos de descanso, os atletas tinham 1 minuto para realizar o levantamento, em que os incrementos eram realizados da mesma forma, num formato de last man standing. Renato Martins conseguiu uns impressionantes 125kg de snatch e Ana Ribeiro foi a única a conseguir bater a barra dos 68kg.

Destaque para Patrícia Simões, Ana Ribeiro, Tiago Luzes e Renato Martins, que bateram os seus PR’s de Snatch.

EVENTO 4

For Time:

12-9-6

Deadlift @145/100

Déficit Strict HSPU

Um evento extremamente rápido, com dois movimentos que já costumam ser emparelhados, deu oportunidade ao Renato Martins de voltar a brilhar e mostrar que a estratégia de ataque do wod pode ter um impacto imenso no resultado final. Carina Simões, com alguma facilidade a executar as HSPU, manteve a liderança durante todo o evento, seguida de perto pela Cristiana Santos.

EVENTO 5

1’ ON 1’ OFF

21/14 cal AB

5 squats @60/35

21/14 cal AB

4 squats @70/40

21/14 cal AB

3 squats @80/45

21/14 cal AB

2 squats @90/55

1’ rest

2’ AMRAP

21/14 cal AB

Máx reverse lunge @100/65

Um evento com um formato diferente ao que estamos habituados, realizado em EMOM e last man standing e desenhado para testar a tolerância ao ácido lático e capacidade de resiliência e sofrimento, onde apenas alguns dos atletas conseguiram chegar ao último AMRAP. Do lado dos Heroes, Hugo Sousa, André Teresinho e Tiago Luzes conseguiram superar a primeira parte, mas a vitória acabou por sorrir a Tiago Luzes, que pareceu sempre bastante confortável na bike. Das Girls, Sara Pinto e Patrícia Simões conseguiram chegar aos reverse lunges, mas foi a Sara quem conseguiu a vantagem.

EVENTO 6

For Time:

50m HSW

40 C2B

30 DB burpee box step up @35/22.5

20 bar muscle ups

10 alt db squat snatch @35/22.5

Para terminar a competição, um clássico chipper carregado de ginástica, onde muito do tempo foi passado nos burpee box step ups. André Teresinho conseguiu manter um pacing constante na parte crucial do evento, onde ganhou a vantagem que conseguiu manter até ao final. Sara Pinto e Carina Simões mantiveram-se lado a lado durante todo o evento até aos squat snatch, que a Carina não conseguiu terminar devido à dor no ombro que surgiu durante a performance do evento 3, e onde a Sara aproveitou para sacar a sua última vitória.

Destaque para Sara Pinto e Tiago Luzes, que através da sua prestação constante (3 vitórias em 6 eventos), conseguiram garantir a vitória final.

Leaderboard Final 

The Heroes 

  1. Tiago Luzes 
  2. André Teresinho 
  3. Hugo Sousa 
  4. Renato Martins 
  5. Pedro Bártolo 

Girls

  1. Sara Pinto 
  2. Patrícia Simões 
  3. Carina Simões 
  4. Ana Ribeiro
  5. Cristiana Santos

Esta organização teve um alcance de pelo menos 200 pessoas a assistir o evento ao mesmo tempo, na página de Facebook da CrossFit Leiria. Este feito arrebatou a organização, uma vez que num evento presencial não seria possível chegar a tanta gente com a qualidade de interação que houve no passado fim-de-semana.

Qual foi a sensação de poder acompanhar, novamente, um evento com atletas portugueses? 

Partilha a tua opinião e dá o teu feedback da organização. 

Qualquer dúvida ou sugestão que tenhas não hesites em entrar em contacto connosco.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Name